JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

PROMESSAS DIVINA

Ensina-nos a palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, que Ele(Deus), por meio de Jesus Cristo, concede aos seus filhos, (que são todos os que se arrependem de seus pecados e aceitam a Cristo como seu Salvador), dons espirituais, os quais, o propósito é edificar o corpo de Cristo, que é a Igreja, e são ferramentas de trabalho para a Igreja de Cristo aqui na Terra.
Jesus após a sua ressurreição comissionou os discípulos à pregarem o evangelho a toda a criatura e está registrado na palavra do Senhor, sinais que seguiriam os que crêem em seu nome. (Mc 16:15-10).  Consideremos que Deus não é homem para que minta e nem filho do homem para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria ? Ou falaria e não o confirmaria ? (Nm 23:19), e essas promessas foram feitas por Jesus Cristo, após ter ressurgido dentre os mortos, as quais foram abundantes na Igreja primitiva.
No dia de pentecostes, diz-nos a palavra do Senhor, que Jesus Cristo cumpriu a promessa aos discípulos, onde foram ordenados que ficassem em Jerusalém até que do alto fossem revestidos de poder. (Lc 24:49).  Após o cumprimento da profecia a respeito do derramamento do Espírito Santo (At 2 : 1-18), onde os que estavam reunidos no cenáculo foram revestidos de poder, falando em novas línguas, (e essas foi uma das promessas mencionadas em Mc 15:17), Pedro, e os demais apóstolos, quando fora indagado pelos ouvintes, o que deveriam fazer, disse:  Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe:  a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar.  (At 2:37-39).  Creio que, ainda hoje, nos dias atuais, Deus continua chamando homens e mulheres e esses, se arrependendo do seus pecados, convertendo-se a Cristo, sendo obedientes a palavra do Senhor, também são participantes dessas gloriosas promessas.  Essas promessas não foram limitadas apenas a Igreja primitiva, Jesus continua salvando, perdoando,  batizando com o Espírito Santo, curando enfermidades, e operando maravilhas no meio do seu povo.  No nome de Jesus o crente têm autoridade de Deus, para expulsar demônios(Mc:16:17), libertar os oprimidos, falar novas línguas(Mc: 16:17), interpretar as línguas, profetizar e outros dons que o Espírito Santo manifesta através dos crentes em Jesus Cristo. (I Cor 12).
Jesus Cristo é o mesmo, não mudou.  Ele é a cabeça da Igreja, e por meio dele, o Espírito Santo têm atuado no meio do seu povo.  Deus abençoa os seus filhos em todas as áreas da vida, e com certeza as bençãos espirituais são as mais importantes, pois ajudá-nos a estar edificados em Deus, fazendo com que todos os que Nele confiam, sejam beneficiados com toda sorte de bençãos. A salvação das nossas almas, com certeza é obra  mais importante que Jesus fez em nosso favor, mas não devemos negligenciar as promessas que Deus, por intermédio de Jesus Cristo, nos tem dado.  Até que Jesus venha buscar a sua Igreja, o Espírito Santo continuará manifestando seus dons através de homens e mulheres, que, com humildade e fé,  buscam em Deus, o cumprimento dessas promessas que foram nos feita por Jesus Cristo, o filho unigênito de Deus.   A palavra de Deus é fiel e verdadeira e ela nos garante que o Pai, o Filho e o Espírito Santo é o nosso Deus, que criou o Céu e a Terra, e que tudo o que Ele falou através dos seus servos, teve fiel cumprimento.  O Pai enviou o Filho para morrer por nós e nos reconciliar com Ele, e o Filho, quando voltou para o Pai, nos enviou seu Santo Espírito, o Consolador.  Por isso, estejamos firmes e constantes na obra do Senhor, confiando e deixando que o Espírito Santo nos capacite através dos seus dons.  Não temamos, creiamos somente e deixemos que o Espírito Santo abunde no nosso ser, e não nos esqueçamos que Jesus Cristo continua chamando para a salvação e concedendo os ricos dons do Espírito Santo para os que crêem.  

Bíblia Sagrada
Edilberto Pereira (Bacharel em Teologia - FTL - FAECAD)

Nenhum comentário:

Postar um comentário