JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

"MINHA FORMATURA DE BACHAREL EM TEOLOGIA"


Salmos

100.1   [Salmo de ações de graças] Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras.


100.2   Servi ao SENHOR com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico.

100.3   Sabei que o SENHOR é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos; somos o seu povo e rebanho do seu pastoreio.

100.4   Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome.

100.5   Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade.


FORMATURA REALIZADA EM 25 DE JANEIRO DE 2014 NA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO BELEM EM LORENA - SP
















domingo, 9 de fevereiro de 2014

1° CULTO DOMINICAL NO ANO DE 2014

PRIMEIRO CULTO DOMINICAL DO ANO DE 2014 NA IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO BELEM - CONGREGAÇÃO DA VILA CIDA EM LORENA - SP - 05/01/2014

1ª Parte

Hinos congregacionais, leitura da palavra de Deus, oração e louvores




2ª Parte

Hino com a irmã Eunice



3ª Parte

Irmã Natália



4ª Parte

Circulo de oração, jovens e adolescentes




5ª Parte 

Oração, Louvor e Pregação



6ª Parte
Término do 1º Culto dominical de 2014


Deus abençoe a todos irmãos e irmãs, que adoraram ao Senhor Deus, nessa noite maravilhosa, onde Deus abençoou grandemente o seu povo, que ali estava presente e que essas bençãos sejam estendidas a todos que através dessa página visualizarem esse culto de louvor e adoração ao nosso Deus.

A MORTE DE FARAÓ

Faraó morreu, junto com seu exército, no Mar Vermelho?

Confesso que quando ouvi, na nossa última aula de Êxodo, em sala, sobre este assunto, no meu pensamento estava: "morreu!" mas na hora não me lembrava onde se confirmaria, na Bíblia, sua morte. A aula acabou, mas agora com mais tempo e calma, enviamos aos irmãos argumentos que irá retirar esta dúvida! Mas vamos lá.
1ª EVIDÊNCIA DA MORTE DE FARAÓ
Se lermos o episódio da passagem dos Israelitas pelo Mar Vermelho e o afogamento do exército de Faraó aparentemente o mesmo não morreu naquela ocasião, porém iremos perceber que ele também estava lá:
Êxodo 14:28-30,
28 As águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros, todo o exército de Faraó, que atrás deles havia entrado no mar; não ficou nem sequer um deles.
29 Mas os filhos de Israel caminharam a pé enxuto pelo meio do mar; as águas foram-lhes qual muro à sua direita e à sua esquerda.
30 Assim o Senhor, naquele dia, salvou Israel da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.
O texto acima, se refere ao exército de Faraó, e não especificamente ao Faraó, contudo, observe com cuidado o texto abaixo, anterior ao citado acima e que forma o contexto:
Êxodo 14.4: Eu endurecerei o coração de Faraó, e ele os perseguirá; glorificar-me-ei em Faraó, e em todo o seu exército; e saberão os egípcios que eu sou o Senhor. E eles fizeram assim.
"ele os perseguirá", ele ( Faraó ) sai de fato atrás dos Israelitas com seu exército, sendo assim, a primeira evidência vem dos textos acima: Deus endurece o coração de Faraó, ele sai a perseguir Israel. A glorificação de Deus, segunda a leitura natural do texto, consistiu-se na morte deles no mar, Deus fala: "...glorificar-me-ei em Faraó, e em todo o seu exército;...", ou seja, a morte eram para ambos, Faraó e seu exército.
A história também nos ajuda - no passado, era comum os reis, Faraós, comandarem ou irem na linha de frente dos seus exércitos numa batalha.
Faraó tinha ainda, muitos motivos para ir à frente desta "batalha":
Primeiro: Pelo ódio de ter sido humilhado por Moisés, um "desertor" do possível "trono" de Faraó;
Segundo: A humilhação de, tendo nas mãos um cetro, é vencido por um pastor de ovelhas com um "cajado" nas mãos ( Gênesis 46.34 b: "...porque todo pastor de ovelhas é abominação para os egípcios. );
Terceiro: O "derramar" de todas aquelas pragas que os "feriu de morte" em seu orgulho e crença em tantos deuses, representados nos animais e elementos como água, ar, fogo e que era objeto da idolatria egípcia , além da sua desonra como "deus", posto que o Faraó era tido como um deus que nascera homem e que governava acima de tudo de de todos, inclusive das questões da natureza; e
Quarto: A perda de forma repentina e drástica de todos os primogênitos do Egito e de seu primogênito e sucessor ao trono.
Temos assim, razões para afirmar que faraó foi afogado com os seus exércitos, quando Yaveh "fechara" o mar que tinha sido aberto para Israel passar em solo seco, lhe dando grande livramento que ficaria registrado para fortalecimento da fé de toda geração subsequente.
2ª EVIDÊNCIA DA MORTE DE FARAÓ
A hermenêutica ( que fala de interpretação de textos), a hermenêutica bíblica tem uma de suas regras principais: "a Bíblia explica a própria Bíblia", sendo assim o contexto ( que fica antes e depois dos texto que se lê ) pode estar, em outro capítulo, ou até livro que comprove, ajude ou esclareça o entendimento.
Neste caso, a 2ª evidencia deixa claro que Faraó também foi afogado e morreu no mar vermelho.Êxodo 14
24 Na vigília da manhã, o Senhor, na coluna do fogo e da nuvem, olhou para o campo dos egípcios, e alvoroçou o campo dos egípcios;
25 embaraçou-lhes as rodas dos carros, e fê-los andar dificultosamente; de modo que os egípcios disseram: Fujamos de diante de Israel, porque o Senhor peleja por eles contra os egípcios.
26 Nisso o Senhor disse a Moisés: Estende a mão sobre o mar, para que as águas se tornem sobre os egípcios, sobre os seus carros e sobre os seus cavaleiros.
Então vejamos: Faraó saiu com seu exercito, no seu cavalo e com seu carro, de forma que podemos inferir que ele era naquele momento além de um chefe, um cavaleiro, as rodas de seu carro também atolava, para ele era noite enquanto para Israel era dia dado a coluna de fogo que os iluminava e quando, em meio ao mar, o mesmo por ordem divina e através da ação de Moisés, voltou sobre os cavaleiros ninguém escapou, nem mesmo o "cavaleiro-Chefe"! Glória a Deus.

Mas leia ainda o Salmos 136:13-15: " Àquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes, porque a sua benignidade dura para sempre; e fez passar Israel pelo meio dele, porque a sua benignidade dura para sempre; mas DERRUBOU A FARAÓ COM O SEU EXÉRCITO NO MAR VERMELHO, porque a sua benignidade dura para sempre; "Assim, o livro inspirado de Salmos, atesta de vez que Faraó foi afogado com o seu exército no Mar Vermelho.

Pr Rangel Gomes

Pesquisa feita na internet, pela irmã Denise.