JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

quarta-feira, 1 de julho de 2015

EDUCADOR NO SÉC. XXI

COMO SER EDUCADOR NO SÉCULO XXI

Para ser educador no século XXI, apesar de todas as dificuldades não só nos estabelecimentos de ensinos, como também em todos os meios onde a educação está inserida, é preciso bastante esmero por parte do educador, não olhando somente para o lado salarial, mas também preocupando-se com a formação dos educandos.
Embora nesse século o sistema educacional, principalmente o brasileiro tem se mostrado falho, é possível que o educador com sua formação intelectual possa fazer com que o educando se interesse pelos estudos.
O educador usando seus conhecimentos já adquiridos e procurando cada dia mais aperfeiçoar-se  pode  e deve ser uma âncora no meio estudantil.
As dificuldades que os educadores têm encontrado, muitas vezes com o desinteresse dos educandos e até mesmo enfrentando a violência em salas de aulas, não pode ser motivo para não lutar por mudanças que tragam benefícios não só para os educandos, como para os próprios educadores e também para os estabelecimentos de ensinos e através disso beneficiando toda a sociedade.
O sistema tradicional de ensino pouco a pouco deve sofrer um mudança, para que os educandos procurem ser mais reflexivos e críticos, mas para isso, os educadores devem estimular os estudantes procurando usar métodos modernos e que levem com que os alunos se interessem mais pelos seus estudos.
Há uma necessidade de mudança por parte das autoridades governamentais responsáveis pelo ensino, para que se preocupem mais com a qualidade das escolas, não só no aspecto físico, mas principalmente nos métodos usados para o ensino.
Evitando discriminações e exclusões, mostrando ter domínio sobre os assuntos abordados e mostrar-se que além de um profissional, os alunos podem ver em seus educadores também uma pessoa que podem compartilhar seus problemas e juntos, educadores e educandos, consigam achar uma solução viável para cada caso.
No século passado, não havia muita preocupação por parte do educador fazer com que os educandos fossem mais críticos em relação aos assuntos abordados em salas de aula, principalmente nas disciplinas das áreas de humanas, fazendo assim que os alunos se preocupassem mais com decorebas do que compreenderem mais das disciplinas ensinadas.
Atualmente os educadores tem se preocupado mais em fazer com que os educandos procurem ser mais críticos e procurem se desenvolver mais suas habilidades para um melhor desempenho tanto profissional como pessoal.
Um verdadeiro educador, além de procurar conhecer bem a sua área de ensino, precisa também mostrar interesse pelos educandos, não somente como alunos, há também uma necessidade de uma preocupação  como pessoas, tentando ajudar no que pelo menos estiver ao seu alcance, mostrando aos educandos que eles não estão somente diante de um profissional.
Sabendo explorar bem os meios de comunicação, principalmente a internet que é uma ferramenta útil, quando bem usada, para ser usada em benefício tanto dos educandos quanto dos educadores, pois os meios de comunicação permitem que haja uma maior interação com o mundo em que vivemos.
Em pleno século XXI, ainda vemos muitas pessoas presas em crendices e superstições, e o educador precisa saber respeitar os educandos em suas concepções de mundo, orientando-os da melhor maneira possível.
Não vivemos na Idade Média, época em que religião era o foco principal, mas, em pleno século XXI religião continua sendo um fator importante na vida das pessoas, inclusive na  dos educandos e o educador precisa e deve respeitar a convicção religiosa de cada um, sem sair do foco educacional.
Mesmo com tantas mudanças de mentalidades, ainda há muita ignorância e discriminação em relação as pessoas que pensam diferente da maioria, e nesse contexto o educador precisa estar preparado, para que não haja por parte dele mesmo, uma demonstração de maior inclinação e aceitação por um grupo, menosprezando os que em nossa mente são “diferentes”, e com isso contribuir  para que a ignorância prevaleça e os “diferentes” continuem sendo discriminados e muitas das vezes desrespeitados.
Não há como desprezar muitas das ideias dos pensadores antigos, que foram e continuam sendo influentes no nosso sistema de ensino, somente há a necessidade de aprimorar e usar mais a inteligência cada vez mais o sistema educacional.
Para ser educador no século XXI, apesar de todas as dificuldades não só nos estabelecimentos de ensinos, como também em todos os meios onde a educação está inserida, é preciso bastante esmero por parte do educador, não olhando somente para o lado salarial, mas também preocupando-se com a formação dos educandos.
Embora nesse século o sistema educacional, principalmente o brasileiro tem se mostrado falho, é possível que o educador com sua formação intelectual possa fazer com que o educando se interesse pelos estudos.
O educador usando seus conhecimentos já adquiridos e procurando cada dia mais aperfeiçoar-se  pode  e deve ser uma âncora no meio estudantil.
As dificuldades que os educadores têm encontrado, muitas vezes com o desinteresse dos educandos e até mesmo enfrentando a violência em salas de aulas, não pode ser motivo para não lutar por mudanças que tragam benefícios não só para os educandos, como para os próprios educadores e também para os estabelecimentos de ensinos e através disso beneficiando toda a sociedade.
O sistema tradicional de ensino pouco a pouco deve sofrer um mudança, para que os educandos procurem ser mais reflexivos e críticos, mas para isso, os educadores devem estimular os estudantes procurando usar métodos modernos e que levem com que os alunos se interessem mais pelos seus estudos.
Há uma necessidade de mudança por parte das autoridades governamentais responsáveis pelo ensino, para que se preocupem mais com a qualidade das escolas, não só no aspecto físico, mas principalmente nos métodos usados para o ensino.
Evitando discriminações e exclusões, mostrando ter domínio sobre os assuntos abordados e mostrar-se que além de um profissional, os alunos podem ver em seus educadores também uma pessoa que podem compartilhar seus problemas e juntos, educadores e educandos, consigam achar uma solução viável para cada caso.
No século passado, não havia muita preocupação por parte do educador fazer com que os educandos fossem mais críticos em relação aos assuntos abordados em salas de aula, principalmente nas disciplinas das áreas de humanas, fazendo assim que os alunos se preocupassem mais com decorebas do que compreenderem mais das disciplinas ensinadas.
Atualmente os educadores tem se preocupado mais em fazer com que os educandos procurem ser mais críticos e procurem se desenvolver mais suas habilidades para um melhor desempenho tanto profissional como pessoal.
Um verdadeiro educador, além de procurar conhecer bem a sua área de ensino, precisa também mostrar interesse pelos educandos, não somente como alunos, há também uma necessidade de uma preocupação  como pessoas, tentando ajudar no que pelo menos estiver ao seu alcance, mostrando aos educandos que eles não estão somente diante de um profissional.
Sabendo explorar bem os meios de comunicação, principalmente a internet que é uma ferramenta útil, quando bem usada, para ser usada em benefício tanto dos educandos quanto dos educadores, pois os meios de comunicação permitem que haja uma maior interação com o mundo em que vivemos.
Em pleno século XXI, ainda vemos muitas pessoas presas em crendices e superstições, e o educador precisa saber respeitar os educandos em suas concepções de mundo, orientando-os da melhor maneira possível.
Não vivemos na Idade Média, época em que religião era o foco principal, mas, em pleno século XXI religião continua sendo um fator importante na vida das pessoas, inclusive na  dos educandos e o educador precisa e deve respeitar a convicção religiosa de cada um, sem sair do foco educacional.
Mesmo com tantas mudanças de mentalidades, ainda há muita ignorância e discriminação em relação as pessoas que pensam diferente da maioria, e nesse contexto o educador precisa estar preparado, para que não haja por parte dele mesmo, uma demonstração de maior inclinação e aceitação por um grupo, menosprezando os que em nossa mente são “diferentes”, e com isso contribuir  para que a ignorância prevaleça e os “diferentes” continuem sendo discriminados e muitas das vezes desrespeitados.
Não há como desprezar muitas das ideias dos pensadores antigos, que foram e continuam sendo influentes no nosso sistema de ensino, somente há a necessidade de aprimorar e de se usar mais a inteligência humana, para cada vez mais o sistema educacional ser melhorado, e que educadores e educandos sejam referências na sociedade.

Respeito, dedicação e compromisso deve ser a identidade do educador.




Edilberto Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário