JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

domingo, 29 de maio de 2016

PROSPERIDADE (MAIS DO QUE RIQUEZAS MATERIAIS)

Deus deseja que seus filhos prosperem em todas as coisas (Gn 39.3) e promete prosperidade aos justos (Jó 22.23-27).  No entanto, a prosperidade bíblica vai muito além da riqueza financeira e dos bens materiais.  A verdadeira prosperidade consiste num bem-estar total e depende de um estilo de vida de retidão.
Os justos que meditam fielmente na Palavra de Deus prosperam abundantemente (Sl 1.1-3).  A prosperidade que vem de Deus é reservada para aqueles que fazem a vontade dele (Js 1.8) - aqueles que guardam os seus estatutos, os seus mandamentos, os seus juízos e os seus testemunhos (1Rs 2.3).  Aqueles que cumprem os estatutos e juízos que o Senhor ordenou recebem força, coragem e prosperidade (1Cr 22.13).  Aqueles que vivem de modo agradável a Deus podem receber a ajuda e a benção de Deus.
O Senhor se alegra com a prosperidade de seus filhos (Sl 35.27; Ec 7.14), mas também adverte os cristãos sobre os perigos dela.  Os filhos de Deus que desfrutam as bençãos de uma vida próspera tem a tendência natural de se esquecer da fonte de suas bençãos (Dt 8.10-18) e confiar que seus bens (incluindo bens incalculáveis, como família, inteligência ou talentos inatos) lhes garantirão identidade, habilidades e segurança.  As Escrituras lembram os cristãos de reconhecerem sempre que é Deus quem dá o poder de adquirir prosperidade material (Tg 1.17).
Jesus ensinou que os bens materiais não são medida de dignidade pessoal ou valor espiritual (Lc 12.15).  Paulo advertiu os cristãos para não fazerem  da prosperidade o seu maior objetivo ou "amor" (1Tm 6.9-10).  Os cristãos devem depender inteiramente da provisão do Senhor para todas as suas necessidades (Mt 6.25-26) e ser gratos por ela.

Fonte :  A Bíblia da Mulher : leitura, devocional, estudo.  2ª ed.  2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário