JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

sábado, 11 de junho de 2016

SALVAÇÃO - O LIVRAMENTO DE DEUS

A salvação pode ser descrita como "arrancar" alguém de um sério perigo.  Assim como nós "arrancaríamos" um filho da frente de uma automóvel que se aproximasse dele, para salvar-lhe a vida, o Senhor Jesus salva ou "arranca" cada indivíduo que confia nele do caminho que conduz à morte eterna no inferno (Rm 6.23).  Assim, salvação pode ser compreendida como uma libertação operada por Deus.  No Antigo Testamento, Deus muitas vezes libertou Israel de seus inimigos (Jz 3.9,15,28). No Novo Testamento, Deus libertou pecadores da eternidade no inferno (At 16.31).
A salvação requer não apenas um ato inicial de Deus, mas também nossa resposta. Há basicamente três aspectos do livramento ou da salvação divina:  justificação, santificação e glorificação.  Justificação é a libertação divina da penalidade do pecado.  Qando uma pessoa aceita a Cristo em sua vida, ela se torna livre totalmente da penalidade do pecado e da morte espiritual (Rm 3.23-25).  A penalidade por pecados que foram cometidos no passado ou por pecados que serão cometidos no futuro foi paga pela morte de Jesus Cristo na cruz.
Santificação é a libertação progressiva de um crente do poder do pecado (Ef 5.26; 1Ts 5.23).  O desejo de Deus é que o cristão amadureça e se torne mais semelhante a Cristo, que se torne livre do pecado em sua vida.  Mas se o cristão pecar por causa de sua natureza decaída, Deus providenciou a provisão (1Jo 1.9).  Ele deu o Espírito Santo para auxiliar os crentes em seu processo de santificação.
Glorificação é a libertação final que Deus opera contra a presença do pecado na vida do crente.  A glorificação não será efetivada até que o Senhor volte para seus filhos (1Co 15.51-57).  Enquanto estivermos vivendo na terra, sempre estaremos na presença do pecado.  Entretanto, as pessoas que confiaram em Cristo um dia serão completamente livres do pecado.
Nossa resposta pessoal à ação de  Deus também é de suma importância:
1) Devemos saber quem é Cristo, o que ele fez e o que é capaz de fazer.
2) Devemos ter covicção de que esse conhecimento sobre Cristo é verdadeiro.
3) Devemos agir de acordo com esse cohecimento e com essa convicção, confiando diriamente em Cristo.
Todas as pessoas precisam ter um encontro pessoal com Cristo, submetendo sua vida ao Senhor.  Nesse momento a salvação ou libertação ocorre.  Desse ponto e ao longo da eternidade, o poder de Cristo na vida do crente é maior que o poder do pecado (2Tm 1.12), e Cristo, por sua vez, cobre nossos pecados, tendo pago a penalidade por eles com sua morte na cruz.  somos, portanto, desafiados a viver por ele e a crescer em sua graça.


Fonte:  A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, estudo. 2ª ed.  Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário