JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS

Em toda nossa caminhada devemos ter sempre Cristo como nosso guia. Ele nos guarda a cada dia. "Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois a ele eternamente. Amém." Sejam bem vindos ao nosso blog em o nome do Senhor Jesus !!! Disse Jesus: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. Amo ao Senhor Jesus Cristo, porque Ele me amou primeiro e trouxe-me para a sua maravilhosa presença. Deus é tremendo !!!

sábado, 11 de junho de 2016

TENTAÇÃO - SEDUÇÃO PARA PECAR

Toda pessoa é tentada por alguém ou por alguma coisa em algum momento da sua vida !  Até mesmo Jesus foi tentado (Hb 2.18).  Seu exemplo, entretanto, oferece a nós a segurança de que somos capazes de resistir à tentação; e, superando a tentação, saimos fortalecidos no espírito.  Mesmo quando somos atraídos pelo que é errado, podemos optar por fazer o que é certo.
A tentação é a "sedução para pecar" que advém dos desejos e paixões humanas (Tg 1.14; 1Jo 2.16).  Esse incentivo pode vir do diabo, que é chamado de "o tentador" (Mt 4.3).
A Bíblia declara explicitamente que Deus não nos tenta (Tg 1.13-15), mas permite que sejamos testados pelas circunstâncias e pelo inimigo de nossa alma.  Isso pode acontecer para que nossa obediência ao Senhor cresça (veja exemplo de Jesus, Hb 5.7-10), nossa confiança aumente quando precisamos de força e o nosso compromisso de seguir seus mandamentos seja fortalecido (Gn 22.1-18).  Além do mais, o Senhor promete prover um "livramento" para que não sejamos tentados além daquilo que podemos suportar (1Co 10.13; 2Pe 2.9).  Quando resistimos à influência do tentador, ele fugirá de nós (Tg 4.7).
A estratégia de Satanás para a tentação fica bem evidente na forma como abordou Eva:
1) Ele questiona a Palavra de Deus (Gn 3.1).
2) Ele contradiz Deus ao contar uma meia-verdade (Gn 3.4).
3) Ele tenta substituir um objetivo "bom" ou "digno" pela desobediência, distorcendo e citando de forma incorreta a Palavra de Deus (Gn 3.5).
Essas mesmas estratégias foram utilizadas quando Satanás tentou Jesus no deserto (Mt 4.1-11).
A Bíblia promete aqueles que suportarem as tentações da vida receberão "a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam" (Tg 1.12).  Podemos ser guiados diariamente pelo Espírito Santo nos caminhos de Deus (Mt 6.13), a ponto de resistirmos à voz do tentador nos  chamando para a perdição.


Fonte:  A Bíblia da Mulher: leitura, devocional, estudo. 2ª ed.  Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário